Segurança

MPF e generais do Exército dialogam sobre região Amazônica e fronteira com Guiana Francesa

Conversa se deu durante visita institucional dos militares à sede da instituição no Amapá

A região Amazônica e a fronteira do Brasil com a Guiana Francesa foram assuntos em destaque em encontro entre o procurador-chefe da Procuradoria da República no Amapá, Alexandre Guimarães, e uma comitiva composta por generais do Exército Brasileiro, nesta quinta-feira (25). Durante a visita, o comandante Militar do Norte, general de Exército Luciano Guilherme Cabral Pinheiro, que assumiu o posto na última terça-feira (23), assegurou a manutenção e o fortalecimento dos laços institucionais já estabelecidos, bem como a intensificação de parcerias na área de inteligência.

No encontro, as autoridades ressaltaram a importância da presença do Exército na região de fronteira para a proteção do território nacional. A atuação do MPF em questões transfronteiriças foi pontuada como indispensável e exitosa. Os membros das instituições relataram casos concretos e a forma como superam desafios de diversas ordens para conduzir os trabalhos com eficiência. Frisaram, ainda, o potencial de repercussão internacional de eventos que ocorrem na fronteira, como crimes cometidos por brasileiros em território estrangeiro.


Outro destaque positivo, durante a conversa, foi a proximidade entre as instituições na região Amazônica, o que possibilita diversas atuações conjuntas. Ao fim do encontro, entre agradecimentos mútuos, o procurador-chefe Alexandre Guimarães foi presenteado com medalha comemorativa do Exército Brasileiro. O item foi entregue pelo comandante Militar do Norte, Luciano Guilherme Cabral Pinheiro, que vai comandar as tropas do Exército Brasileiro nos estados do Amapá, Maranhão, Pará e na porção norte do Tocantins. Na visita, o general de Exército estava acompanhado do general de Brigada Marcus Vinicius Gomes Bonifacio, comandante da 22ª Brigada de Infantaria de Selva.

Com informações da Assessoria de Comunicação Social