Geral

Banco de Talentos do Escritório Social: assistidos poderão cadastrar seus currículos para futuras vagas de emprego

O Escritório Social é uma porta de entrada para uma nova vida cheia de chances e oportunidades. Por meio do equipamento impulsionado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que aposta na articulação entre o Judiciário e o Executivo para oferecer serviços especializados a partir do acolhimento de pessoas egressas e seus familiares, permitindo-lhes encontrar apoio para a retomada do convívio em liberdade civil, os egressos do sistema prisional conseguem ressignificar a cidadania e o direito de viver em liberdade. Com o Banco de Talentos, um novo instrumento criado para os atendidos pelo Escritório Social, os egressos terão ainda mais oportunidades de adentrarem o mercado de trabalho.

Segundo Anne Sanches, gerente do Escritório Social, a ferramenta é “um instrumento para identificar o perfil de nossos atendidos, suas experiências e habilidades profissionais, para assim conseguirmos os inserir no mercado de trabalho”, explicou. A iniciativa é uma forma de cumprir as metas do Decreto Federal nº 9.450, o qual institui a Política Nacional de Trabalho no âmbito do Sistema Prisional, e que oferta de vagas de trabalho, ao empreendedorismo e formação profissional das pessoas presas e egressas.

A ideia de criação do Banco de Talentos surgiu por meio do convite, feito pela Secretaria de Estado do Trabalho e Empreendedorismo (SETE), para participação do Escritório Social na 52ª Expofeira do Amapá. Anne explica que com a ferramenta, “vamos conseguir encaixar os nossos atendidos nas exigências feitas pela nossa rede parceira nas vagas que vierem a surgir e, assim, direcioná-los da melhor forma em seus futuros empregos”, disse.

Para participar, o egresso precisa estar sendo atendido e acompanhado pelo Escritório Social, e responder o formulário no link https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSfQHHNCZ6kKpXdGjpsDBAffBxspzI-O-kIr02Jww42GHl1C8w/viewform?vc=0&c=0&w=1&flr=0, no período de 23 a 27 de outubro.

52ª Expofeira do Amapá

O Escritório Social como meta do ano 2024, tem ampliado parcerias em todos esses escopos. Nesse sentido, foi convidado pela SETE a participar da 52ª Expofeira do Amapá para expor o trabalho realizado com os egressos do sistema prisional.

O convite representa um marco no que diz respeito à visibilidade das atividades desenvolvidas pelo Escritório Social, pois será a primeira vez que a Instituição participará deste grande evento, que contará também com a exposição de artesanato feita pelos assistidos da Associação de Proteção e Assistência dos Condenados (APAC).

 

Com informações de Clarice Dantas