Política

Volta do Réveillon da Beira Rio, em Macapá, tem articulação do Senador Davi Alcolumbre

Governador Clécio Luís anunciou 60 atrações para o Réveillon 2024

Festa de três dias será coordenado pelo governo do estado, também com recursos conseguidos pelo senador via governo federal

Um dos principais articuladores pela volta do Réveillon da Beira Rio, no Amapá, o senador Davi Alcolumbre (União-AP) disse que o Réveillon 2024, na Orla de Macapá, não será importante somente por proporcionar alegria e entretenimento ao povo amapaense, mas também por impulsionar o turismo, a geração de emprego e a economia regional. “É com muito orgulho que anunciamos a volta da celebração do ano novo na Beira Rio, porque sabemos da importância de um evento dessa magnitude tanto para a população quanto para a economia do estado, impulsionando o turismo e a geração de emprego”, destacou.

O anúncio do retorno da festa de final de ano foi dado nesta sexta-feira (1⁰) pelo governador Clécio Luís. Serão três dias do “Réveillon da Beira Rio 2024” – de 30 de dezembro a 1⁰ de janeiro -, às margens do Rio Amazonas. A programação cultural e festiva contará com mais 50 artistas locais e fomentos para todos os municípios.

“É importante reforçar a soma de esforços do Governo, senador Davi Alcolumbre nessa articulação junto ao Governo Federal e a iniciativa privada, porque mostra o compromisso de promover o turismo da região e colocar o Amapá em diálogo com os grandes eventos do país, assim temos possibilidade de fomentar o comércio local, gerar renda, emprego, firmando o compromisso do governador Clécio, com o desenvolvimento do nosso estado”, destacou a secretária do Turismo, Anne Monte.

Outra novidade serão os shows na Fazendinha e na Zona Norte de Macapá. “Serão três dias de comemoração na virada do ano, um momento que, além da celebração festiva, é de geração de emprego e renda, com shows totalmente gratuitos e com toda segurança, assim como foi na Expofeira. Queremos que seja um réveillon inesquecível para população”, enfatizou o governador Clécio.

Além das articulações locais, Alcolumbre foi um dos principais responsáveis pelos recursos garantidos, via Ministério do Turismo e setor privado, para a celebração. “O retorno do ‘Réveillon da Beira Rio’ é o estabelecimento de uma nova marca para o Amapá. Estamos falando de entretenimento, de mais empregos, mais turismo para a região e, mais dinheiro sendo injetado no nosso estado”, disse o senador Davi.

Todas as escolas de samba amapaenses também deverão participar, no dia 31 de dezembro da festa e, em todos os três dias de atividade cultural, em todos os palcos, haverá artistas locais integrando o retorno do Réveillon da Beira Rio. “Uma verdadeira festa levando muita alegria, como merece todo povo do Amapá”, enfatizou Alcolumbre.

Confira a programação:

– Sábado, 30 de dezembro

Carabao

Artistas locais

Local: Zona Norte de Macapá

Zeca Baleiro

Artistas locais

Local: Fazendinha

– Domingo, 31 de dezembro

Chico César & Geraldo Azevedo

Ana Castela

Leonardo

Zé Vaqueiro

Escolas de samba do Amapá

Artistas locais

Local: Anfiteatro da Fortaleza de São José de Macapá

– Segunda-feira, 1º de janeiro

Tiee

Mari Fernandez

Felipe Amorim

Artistas locais

Local: Anfiteatro da Fortaleza de São José de Macapá