Municípios Saúde

Vigilância Sanitária amplia ações no combate à doença de chagas em Santana

O município de Santana está colocando em prática o plano de ação que visa a prevenção e controle da doença de chagas transmitida via oral, devido ao consumo de alimentos contaminados pelo barbeiro.

Entre as medidas adotadas estão: A intensificação na fiscalização e mapeamento das batedeiras de açaí em todos os bairros de Santana; Monitoramento dos casos confirmados no município; Busca ativa de casos suspeitos; Monitoramento da família dos casos confirmados e suspeitos; Capacitação e orientação para os profissionais de saúde quanto a necessidade da busca ativa dos casos, além de orientando quanto a captura do barbeiro, e de identificação de prováveis fontes de contaminação; Atualização diária do boletim para Vigilância em Saúde.

Essas medidas, são uma resposta do município aos casos da doença registrados no ano de 2023. Os casos mais recentes da doença, estão relacionados ao consumo de açaí contaminado.

O diretor da vigilância sanitária, Weiky Morais, explica como as ações estão ocorrendo: “A gente realiza esse tipo de ação regularmente, mas nos últimos dias elas estão intensificadas, para criar uma rotina de acompanhamento. Fazendo com que os pontos de venda estejam de acordo com a regulamentação estabelecida pela vigilância sanitária. A fim de garantir o consumo seguro deste alimento tão fundamental na dieta da população.

É importante lembrar que não estamos vivendo um surto de doença de chagas. Todas essas ações são de prevenção”.

Casos

De janeiro a 10 novembro de 2023, foram notificados 151 casos.

Dessas notificações: 75 foram descartados; 64 estão em investigação; 3 são dados como inconclusivos; 9 casos confirmados; dos casos confirmados, 2 foram a óbito.