Saúde

Vacina contra a dengue é aprovada pela CTNBio

Após dois anos de discussão, a Comissão Técnica Nacional de Biossegurança (CTNBio) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) aprovou no mês de fevereiro a segurança da vacina contra a dengue da empresa Takeda Pharma. As análises de eficácia e uso da vacina serão feitas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

O Brasil é o país com a maior prevalência do mosquito transmissor da dengue, o Aedes aegypti. Durante a análise da vacina, a CTNBio encomendou estudos que indicaram a biossegurança do imunizante e determinou que sejam monitorados os efeitos do uso da vacina no país.

Sara Oliveira, assistente de pesquisa do InfoDengue, explica que houve um aumento nos casos de dengue notificados durante a temporada típica que acontece no final da primavera e início do verão e vem ocorrendo desde o ano passado.

Foto: jcomp/Freepik

“No ano de 2022 a gente viu um aumento do número de casos de mais de 70% em relação ao ano anterior. Então essa temporada típica começou um pouco mais cedo pelo que a gente tem observado em diversos estados. Com casos em diversas regiões do país, mas especialmente concentrados no Centro-Oeste, no Sudeste e agora também na região Sul”, explica Sara.

Chris Gallafrio, infectologista, diz que a gente é dividida em duas fases, a primeira é a mais comum. Essa fase dura em média de 2 a 7 dias e os sintomas são: dores no corpo, febre e dor de cabeça. Segundo a infectologista, para essa fase não há um tratamento específico, então é feito de forma sintomática, ou seja, são usados medicamentos para o controle dos sintomas.

“Na segunda fase da dengue, que é uma minoria das pessoas que passam por ela, que é depois que a febre cessa, que é a dengue mais grave ou a dengue hemorrágica. Nessa fase o que predomina é um quadro perda de líquido para fora dos vasos. Então o mais importante é uma hidratação bastante rigorosa. Muitas vezes a pessoa precisa ser internada para fazer essa hidratação. E é nessa segunda fase em que há queda de plaquetas e também pode ter eventualmente algum sangramento decorrente dessa queda”, explica Chris.

A infectologista orienta que os sintomas mais comuns da dengue são:

  • Dor de cabeça, predominantemente atrás dos olhos;
  • Dor no corpo ou nas juntas;
  • Febre;
  • Manchas vermelhas na pele.

Texto: Sophia Stein