Saúde

UNIFAP sedia `Exposição Vacina´ da Fiocruz

Acontece até o dia 26 de agosto na Biblioteca da Universidade Federal do Amapá (Unifap), Zona Sul de Macapá,  a “Exposição Vacina” , de segunda à sexta-feira, das 9h às 20h. No sábado, das 9h às 17h.

A “Exposição Vacina” é promovida pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos Bio-Manguinhos da Fiocruz e pelo Projeto Pela Reconquista das Altas Coberturas Vacinais, em parceria com o Governo do Estado do Amapá.

A meta é apresentar à população, especialmente às crianças, a importância das vacinas e da vacinação através de atividades lúdicas e interativas.

Atividades lúdicas e interativas mostram à população, em especial às crianças, a importância das vacinas. O Amapá é líder na vacinação contra Influenza e poliomielite.

Foto: Foto: Mônica Silva/GEA

Para a coordenadora do projeto, a médica Lurdinha Maia, a exposição traz uma linguagem de fácil entendimento e recursos tecnológicos como painéis, aparatos de interatividade, jogos e multimídias com informações sobre o tema para a redução da desinformação sobre vacinas.

“É um grande acervo de informações sobre o que são as vacinas e de que forma elas impactam na vida das pessoas. A ideia é reforçar a importância dos imunizantes, na prevenção de doenças, com a adesão da população para que o projeto continue sendo sucesso”, destacou a coordenadora.

Coordenadora do projeto, médica Lurdinha Maia;

Projeto

O Projeto de Reconquista das Altas Coberturas Vacinais foi lançado pela Fundação Oswaldo Cruz e pela Bio-Manguinhos, junto com a Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, com objetivo de criar uma rede de colaboração onde cada setor da sociedade desempenha papel decisivo no enfrentamento das baixas taxas de cobertura vacinal.

Destaque
O Amapá é o segundo estado a receber a Exposição Vacina, e se mantém líder na imunização contra a Influenza, com quase 100% da meta vacinal, em 2023 e 95% de cobertura contra a Poliomielite, em 2022. O estado se tornou referência para outras cidades do país e recebeu do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos), da Fundação Oswaldo Cruz, o reconhecimento pelo empenho para alcançar os altos índices nas campanhas.