Educação

Treze mil alunos no estado do Amapá fazem prova de avaliação permanente da educação básica

O Governo do Amapá aplicou na sexta-feira, 10, a prova do Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica para 13 mil estudantes do 2º ano do ensino fundamental I, das escolas da rede pública dos 16 municípios do estado.

Para garantir a aplicação do exame e a participação do maior número de alunos possível, a Secretaria de Estado da Educação (Seed), investiu na formação de gestores, por meio de capacitações, palestras e cursos especializados.

A avaliação desempenha um papel crucial na análise dos indicadores educacionais do Amapá. Os resultados, não têm apenas relevância estratégica orientando a formulação de políticas públicas educacionais, mas também impactam diretamente na distribuição do ICMS aos municípios.

Foto: Cassia Lima/Seed

Além disso, se apresenta como um papel fundamental para a formação continuada dos professores que atuam diretamente na educação infantil, como descreve Débora Vales, coordenadora do programa Criança Alfabetizada.

“A nossa meta aqui é fazer com que as crianças que ainda não conseguem se alfabetizar, chegam a uma alfabetização completa. Que os alunos de sete anos consigam concluir o segundo ano do ensino fundamental, conseguindo ler e escrever”, enfatizou a coordenadora.

Sobre a avaliação

Este ano, os estudantes responderam um caderno com 34 questões, sendo 16 de língua portuguesa e 18 de matemática. A aplicação da prova é coordenada pela Seed e faz parte da estratégia do Programa Criança Alfabetizada, implementado pelo Estado em 2019.