Segurança

Seis indivíduos que estavam foragidos são presos pelo Grupo de Capturas da PF

Quatro respondem por abuso sexual infantil, outros dois respondem pelos crimes de tráfico de drogas e roubo

 A Polícia Federal, por meio do seu Grupo de Capturas (GCAP), em conjunto com a Força Integrada de Combate ao Crime Organizado no Amapá (FICCO/AP) cumpriram seis mandados de prisão neste fim de semana em Macapá, Mazagão e Cutias/AP.

Destes, quatro foram contra indivíduos investigados pelo crime de abuso sexual, sendo que três possuíam mandados de prisão preventiva por estupro de menores de 14 anos. Outros dois mandados foram cumpridos contra indivíduos que respondem pelos crimes de tráfico de drogas e roubo.

Em uma das diligências, no município de Cutias/AP, os policiais prenderam um homem – no trabalho – e uma mulher – em sua residência, que possuíam mandado de prisão por estupro de vulnerável. O indivíduo manteve um relacionamento amoroso com uma adolescente de 12 anos de idade, com o conhecimento da mãe da vítima, que autorizou o relacionamento e também foi presa na ocasião.

Os alvos da ação são pessoas que estavam com a prisão decretada pela Justiça, mas que se encontravam foragidos da polícia até a data de hoje e puderam ser capturados a partir do trabalho dos setores de inteligência da PF e da PM do Amapá.

Os presos foram encaminhados ao IAPEN, onde cumprirão suas respectivas penas. Em 2024, o Grupo de Capturas da PF (GCAP) juntamente com a FICCO/AP já prenderam 22 indivíduos que possuíam mandados de prisão em aberto e estavam foragidos da Justiça.

A FICCO/AP é composta por policiais da PF, PRF, Polícia Civil, Polícia Militar, SEJUSP e Polícia Penal.

Com informações da Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá