Cultura

Sábado, 11 de fevereiro, tem Baile de carnaval de salão Caia na Folia

Em 2023 o tradicional baile Caia na Folia chega em sua 12ª edição com o mesmo padrão de carnaval de salão com marchinhas, sambas de enredo e axé, um momento de alegria e nostalgia para curtir o período carnavalesco. Será neste sábado, 11, na Arena Maracatu da Favela, a partir das 21h, com a Banda Sakarolha, Dj Luiz Carlos e grupo de samba Nosso Jeito. As mesas e camarotes estão à venda nos postos autorizados.

Foto: Divulgação

O baile é uma criação e realização do radialista Azevedo Picanço, que durante onze anos reuniu famílias e grupos de amigos no baile, que se tornou famoso pela produção requintada, decoração, segurança, atrações e atendimento de cozinha. Ele era o responsável pela produção e organização, feita com zelo para atender o público de todas as classes e idades. Bloquinhos organizados, fantasias inusitadas e criativas, confetes, serpentinas, purpurina, fazem parte do cenário do baile, nos camarotes e salão.

Desde o início a ideia era resgatar os bailes de carnaval de salão dos anos 80, onde os foliões se reuniam no período carnavalesco. O primeiro Caia na Folia foi realizado na sede do Lions Clube, que ficou pequeno para a quantidade de público, e passou a ser na antiga Associação Esportiva e Recreativa CEA, a chamada AERC, e Associação de Eletronorte , ASEEL onde aconteceu a última edição do baile.

A pandemia da COVID-19 e o falecimento de Azevedo Picanço em 2021, parecia o fim do baile, mas a família e amigos decidiram retornar com a festa, que segue a tradição em organização, beleza e animação. O radialista Armstrong Souza e o músico e produtor Taysson Tiassu estão à frente do evento, que terá o padrão original, em respeito à memória de Azevedo e ao público que participa.

A produção se preocupou com os detalhes, como as atrações musicais, que são as mesmas que animam o baile nestes anos de realização, e a cozinha, que está preparada para todos os gostos, do petisco ao caldo. “A qualidade dos serviços era algo que o Azevedo Picanço prezava muito, porque queria os foliões bem atendidos e satisfeitos, e nós vamos continuar com a excelência do preto, como ele gostava, o público não vai se decepcionar, porque estamos fazendo tudo com muito carinho”, afirma Armstrong.

Serviço:

Venda de mesas e camarotes: Sorveteria Jesus de Nazaré, Banca do Lucélio e Espeto Bar e Restaurante.

Informações: (96) 98432-9908

 

Com informações da Assessoria de Comunicação