Cidades

Ponte sobre o Rio Santo Antônio da Pedreira será interditada para reparos nesta segunda-feira, 8

A partir desta segunda-feira, 8, o Governo do Amapá fará uma interdição parcial na ponte em madeira sobre o Rio Santo Antônio da Pedreira, na Rodovia AP-070, na zona rural de Macapá. A medida é necessária para que a equipe possa realizar a substituição emergencial de uma peça da estrutura que foi danificada devido à alta velocidade e excesso de cargas pesadas. Os serviços serão executados de 8h30 às 12h30.

Os condutores que possuem cargas pesadas e necessitam se deslocar pela Rodovia AP-70 devem utilizar a rota alternativa do km 50, na Rodovia AP-340. Já os veículos domésticos e com carga mínima estão transitando normalmente.

Desde sexta-feira, 5, a equipe de fiscalização de trânsito da Setrap realiza um trabalho preventivo no local. Por isso, a ponte está interditada para veículos com cargas pesadas até que os serviços sejam finalizados.

Foto: Ascom/Setrap

“A peça danificada, conhecida como balacim, será substituída. Assim que soubemos do ocorrido tomamos a medida emergencial de interditar para veículos com carga pesadas com o intuito de evitar possíveis acidentes, ou outros danos. Toda equipe e empresa responsável pela obra já foi acionada e a Setrap está no local fazendo o serviço de fiscalização até que tudo seja normalizado”, explicou o secretário de Transportes, Valdinei Amanajás.

Reforma emergencial

No dia 23 de agosto de 2023, o governador, Clécio Luís, assinou a ordem de serviço para o início da reforma, que está orçada em mais de R$ 308 mil, fruto de emenda impositiva articulada pelo deputado estadual Júnior Favacho, com contrapartida do Governo do Estado.

O tráfego de veículos é intenso na ponte, por conta do acesso da estrada que liga Macapá aos municípios de Itaubal e Cutias do Araguari. A ponte beneficia mais de 150 moradores da comunidade de Santo Antônio da Pedreira, além de 76 comunidades ribeirinhas e rurais do entorno, que integram o município de Macapá.

O Governo do Amapá já trabalha em um projeto de captação de recursos para construção de uma ponte de concreto, que é o mais adequado para suportar o alto fluxo de trânsito nesta região.

 

 

Texto: Jamylle Nogueira