Segurança

Pela 1ª vez no Amapá, notas do Enem são usadas para Cursos de Formação de Cabos e de Sargentos dos Bombeiros

Foram disponibilizadas 150 vagas, sendo 40% pelo quesito de antiguidade e 60% pelas notas do exame.

Como parte do planejamento de valorização dos servidores da Segurança Pública, o Governo do Amapá divulgou o resultado dos Cursos de Formação de Cabos e de Sargentos do Corpo de Bombeiros Militar (CBM), que ofertaram 150 vagas. Pela primeira vez, o certame utilizou notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), por meio do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

A seleção de servidores aptos ao curso com o uso do Enem foi inédita nas instituições militares do Amapá. As 150 vagas para os cursos de formação foram divididas em 100 para cabos e 50 para sargentos.

Fotos: Israel Cardoso/GEA

O preenchimento seguirá dois critérios: 40% pelo quesito de antiguidade e 60% através da nota do Enem. Além da prova intelectual, os candidatos passarão por inspeção de saúde, teste de aptidão física e exame documental.

“Nesse momento histórico gostaríamos de parabenizar a todos os aprovados no concurso e agradecer ao Governo do Estado pela confiança e por ter autorizado este concurso de uma maneira tão inovadora”, informou coronel Alexandre Veríssimo, comandante do Corpo de Bombeiros.

Os cursos de formação terão carga horária de 1.450 horas aulas cada, incluindo 24 disciplinas técnicas e fundamentais e estágio operacional. A equipe de instrutores será composta por militares altamente qualificados e especializados em diferentes áreas de atuação do Corpo de Bombeiros.

Para os que seguiram o critério de antiguidade, a convocação para as etapas do certame começou ainda em outubro de 2023, com o lançamento do edital. Já os profissionais que se classificarem através da média do Enem, devem ser chamados a partir desta semana.

Com informações de Marcelle Corrêa