Cidades

Monumento Marco Zero do Equador será palco para a observação da ‘Superlua’ nesta quarta-feira,30

O Monumento Marco Zero do Equador vai se transformar em um observatório a céu aberto nesta quarta-feira, 30. Com o apoio do Governo do Amapá, o Clube de Astronomia Mirzam vai levar telescópios para o público apreciar a “superlua azul”, fenômeno considerado raro e que só volta a acontecer daqui a 11 anos, em 2032.

“Observando no Meio do Mundo” quer reunir os apaixonados pelos astros de todas as idades. A sessão será das 19h às 21h. A lua cheia acontece próxima ao perigeu, que é quando ela está a uma distância inferior a 360 mil quilômetros da Terra. Nesse caso, ela pode ser vista até 14% maior do que o normal e 30% mais brilhante.

“Nossa ideia sempre foi difundir e plantar a semente da astronomia no público. Com as observações conseguimos promover o contato de todos com o telescópio e ter uma observação que vemos antes só por fotos”, explica Germán Neto, presidente do Mirzam.

Foto: Maksuel Martins/GEA

A chefe da Divisão de Operacionalização de Projetos Especiais da Setur, Karla Carvalho, reforçou que o Monumento Marco Zero foi criado com base em uma evidência geográfica e astronômica, portanto, é o local ideal para esse tipo de programação.

“O Governo do Estado está sempre incentivando eventos que possam reunir cultura, educação, pesquisa e turismo para a população. A observação da lua não poderia ganhar um cenário melhor senão o Monumento Marco Zero, por onde passa a Linha do Equador”, disse Karla.

O clube Mirzam completa este ano, 10 anos de criação e retoma com a observação da Superlua, as atividades com a presença de público, que estavam suspensas desde 2019.

“É interessante porque é a junção de dois eventos: A Lua Azul, pois é a segunda lua cheia do mês de agosto e a Superlua, pois ela está no seu ponto de maior aproximação com a Terra, dessa forma vamos observar uma lua maior e mais brilhante”, concluiu Neto.

 

Com informações de Luan Rodrigues