Segurança

Major da reserva da PM acusado de matar policial militar senta no banco dos réus em Macapá

O policial militar aposentado, Joaquim Pereira da Silva, de 63 anos, sentou no banco dos réus, nesta segunda-feira, 23, para ser julgado pela morte do tenente da Polícia Militar Kleber dos Santos Santana, na época com 42 anos.

O julgamento está acontecendo no plenário do tribunal do Júri, em Macapá, e sendo presidido pela juíza Rosália Bodnar.

O conselho de sentença foi formado por 4 homens e 3 mulheres.

Foto: Click Assessoria

No plenário, familiares da vítima e do réu acompanham o julgamento que iniciou por volta das 09h. Sete testemunhas, entre defesa e acusação, serão ouvidas durante os trabalhos no tribunal do júri.

Sobre o crime

O major da reserva Joaquim Pereira, é acusado do crime ocorrido no dia 24 de fevereiro de 2022, no cruzamento da Rua Odilardo Silva com a Avenida Cora de Carvalho, no Centro de Macapá.

No dia do crime, o carro do tenente Kleber Santana foi alvo de 4 disparos, após um possível desentendimento no trânsito. Um dos tiros atingiu a cabeça da vítima. O crime foi presenciado pelo filho do tenente, um menino de 4 anos, que estava no banco de trás do veículo.