Segurança

Mais de 40 candidatos são convocados para próxima fase do concurso da Polícia Científica do Amapá

O governador do Amapá, Clécio Luís, autorizou na sexta-feira, 22, a convocação de 41 candidatos do concurso da Polícia Científica para a etapa de exame documental do certame. 

Entre os convocados, 29 são candidatos ao cargo de perito criminal; sete a técnicos periciais; três a peritos odontolegistas; e dois a auxiliares técnicos periciais. Apenas o cargo de papiloscopista não teve candidato aprovado.

O certame foi homologado em 14 de julho de 2023. Clécio Luís destacou que é compromisso da gestão convocar os candidatos aprovados nos concursos em andamento, de acordo com a necessidade da administração pública.

Foto: Mônica Silva/GEA

“A Polícia Científica tem uma demanda bastante alta, por isso, o Governo do Estado vai reestruturá-la, com atenção tanto para a Região Metropolitana, como para o interior. Dar andamento ao concurso público é extremamente importante para este processo de reestruturação”, afirmou o governador. 

Atualmente, os peritos criminais e técnicos periciais da Polícia Científica são servidores aprovados em concursos realizados nos anos de 1994 e 2004, portanto, muitos desses funcionários estão próximos à aposentadoria. Por isso, o Governo do Estado busca maior celeridade nos próximos passos do certame, que ainda inclui as fases de exames de saúde e psicológico; e Curso de Formação. 

Desde janeiro, o Governo do Amapá já convocou 2.658 candidatos para as novas fases dos concursos da Educação, da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, da Polícia Civil, do Instituto de Administração Penitenciária (Iapen) e do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Reconhecimento

O diretor-geral da Polícia Científica, Marcos Aurélio Ferreira, reforçou que os novos servidores são de extrema importância para fortalecer o trabalho do órgão em todo Amapá, uma vez que o concurso abrange quatro regiões que compreendem os 16 municípios.

“Vamos ter um quadro maior e mais qualificado. Com esse reforço, a Polícia Científica poderá oferecer os serviços com mais celeridade”, assegurou Marcos.

O presidente da comissão dos aprovados no concurso da Polícia Científica, Bruno Rogério Moreira, reconheceu o empenho do Governo do Estado em dar andamento ao certame. 

“É um momento histórico, muito especial para nós. Esperamos muito por isso!”, concluiu Bruno.

 

Com informações de Mônica Silva