Saúde

Mais de 28 mil atendimentos são registrados pelo Samu em 2023 no Amapá

Em 2023, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) registrou mais de 28 mil chamadas para situações como atendimentos clínicos, quedas e acidentes de trânsito, no Amapá. Os números são da Secretaria de Estado de Saúde (Sesa).

Adultos e idosos lideraram as ocorrências na classificação por grupo, somando mais de 13 mil atendimentos. Contudo, entre todas as chamadas registradas ao longo do ano passado, 2.555 eram trotes.

“O Samu é uma ferramenta essencial para a manutenção da saúde pública em todos os estados, é o instrumento que chega até a população de forma imediata. Precisamos também alertar sobre os problemas causados pelos trotes, eles atrapalham a rotina de trabalho e colocam em risco a vida de outras pessoas”, afirma o diretor do Samu, Donato Farias.

Foto: Gabriel Maciel

Ambulancha

Outro serviço do Samu, a ‘Ambulancha’ atendeu 65 pacientes de regiões ribeirinhas em 2023. Entre as ocorrências, estão quedas, acidente com animal peçonhento, partos, acidente vascular cerebral e dores diversas.

Com capacidade para oito pessoas, o transporte fluvial é estruturado com rede de oxigênio, espaço para maca, abastecida com insumos e correlatos e com equipamentos necessários para a navegação fluvial.

Operacionalizando como suporte em saúde imediato para comunidades ribeirinhas do Amapá e Pará, a ambulancha pode ser acionada através do número (96) 4141-4406.

Samu

O Samu funciona 24h para atender situações de natureza clínica, cirúrgica, traumática, obstétrica, pediátrica, psiquiátrica, entre outras. As unidades móveis são distribuídas estrategicamente para acelerar o encaminhamento dos pacientes aos serviços hospitalares de referência.

O atendimento do Samu inicia a partir do chamado telefônico através do 192, quando são prestadas orientações sobre as primeiras ações. Os técnicos do atendimento telefônico identificam a emergência e coletam as primeiras informações sobre as vítimas, além de sua localização.

O Governo do Estado mantém abastecido de forma contínua o estoque de insumos, correlatos e medicamentos necessários para que os médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e condutores socorristas que atuam na unidade móvel possam executar os atendimentos, garantindo a assistência necessária à população.

 

Com informações de Paolla Gualberto