Geral

Governo do Estado divulga balanço dos 104 dias de enfrentamento à crise climática no Amapá

Durante coletiva de imprensa nesta quinta-feira, 30, o governador do Amapá, Clécio Luís Vieira, apresentou o balanço dos 104 dias de atuação das secretarias envolvidas no Comitê de Respostas Rápidas, onde foi criada a Sala de Situação, para definição de estratégias de auxílio à população e combate às queimadas, estiagem e salinização das águas do Rio Amazonas no estado.

Foto: Click Comunicação

Foram mais de 700 incêndios florestais combatidos durante a Operação Amapá Verde, e com as ações dos militares e chegada das primeiras chuvas, os números reduziram. Atualmente os focos permanecem na Reserva Biológica do Lago Piratuba e em uma área próxima ao Arquipélago do Bailique.

Os registros mostram que, em comparação com os dados do mesmo período do ano passado, houve um aumento de 150% na quantidade de focos de incêndio em todo o estado. Em relação a esses dados, outubro foi o mês com maior registro.

O governador destacou que os números mostram o desempenho positivo das ações, que incluem a assistência humanitária oferecida as pessoas afetadas, que somam um total de mais de 200 mil.

Foto: Click Comunicação

“Este foi o ano com o maior número de registros de focos de incêndio da história, com a segunda maior temperatura já registrada no Amapá. Então, fazer o balanço de todo esse trabalho de integração que foi realizado é muito importante para mostrar que hoje temos uma situação mais favorável para nossa população. Com essa experiência, estamos mais preparados para o que vamos enfrentar no ano que vem”, avaliou Clécio Luís.

Para ajudar as pessoas afetadas, a área de assistência social entregou mais de 15 mil kits de alimentos para famílias dos municípios de Oiapoque, Tartarugalzinho, Cutias, Amapá, Porto Grande, Além das comunidades do Sucuriju, e do arquipélago do Bailique.

O envio de água para os reservatóriosde  de Bailique, e Sucuriju, já somam 2 milhões de litros, que atenderam Bailique, e Sucuriju.

O governador Clécio Luís afirmou que, mesmo com a chegada do período das chuvas, as cidades, principalmente as que sofrem com a salinização dos rios, continuarão sendo assistidas com frequência e também todos que precisarem das ajudas humanitárias.

Todos esses problemas que afetam o Amapá, serão apresentados na 28ª edição da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP 28), que ocorrerá em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos. O governador viaja nesta sexta-feira, 1º de dezembro, para a convenção.