Política

Governador do Amapá cita startups como ‘virada de chave’ e evidencia o povo da Amazônia no processo de desenvolvimento

As oportunidades potencializadas que podem ser geradas pelas startups foi um dos assuntos tratados pelo governador Clécio Luís na primeira edição do Startup20 no Brasil, realizado no Amapá. Ele integrou o painel “Horizontes Sustentáveis – Moldando o Futuro do ESG em Startups de Tecnologia e Inovação”.

Promovido pela Associação Brasileira de Startups (Abstartups) em parceria com o Governo do Estado do Amapá e o Sebrae, o maior evento de inovação e tecnologia do mundo acontece pela primeira vez no Brasil, sediado no Amapá neste fim de semana, e reúne autoridades, representantes e empresários de vários países para debater alternativas para o planeta.

Para o governador do Amapá, as discussões precisam considerar a conservação da floresta e o respeito a quem vive nela. Foto: Foto: Max Renê/GEA

“O modelo que as startups nos proporciona pode nos garantir, ao meu ver, essa virada de chave. Temos uma economia diferente, pujante, com alto poder agregador à cadeia produtiva, no estado mais preservado e protegido do país, que gera o melhor ambiente para negócios sustentáveis, verdes, éticos”, pontuou o governador”, ressaltou o governador.

Também participaram do painel de sábado o chefe de capital de risco e parcerias para startups do Google na América Latina, Eitan Blanche; e o co-fundador da startup amapaense Tributei, o desenvolvedor Wanderson Elias.

“Se há uma forma do mundo ajudar os amazônidas, é mantendo a floresta em pé e estimulando negócios verdes. Tenho certeza que as startups são um desses caminhos viáveis para o desenvolvimento da Amazônia”, completou.

Outro aspecto debatido por Clécio Luís foi a participação do povo da Amazônia no processo de desenvolvimento econômico e sustentável.

“A população com fome ou sem perspectiva não preserva a floresta em pé. É necessário olhar para além só dos sistemas eletrônicos, para além da copa das árvores da Amazônia, considerando os homens e mulheres que vivem aqui. O que nós temos em comum, startups e Amazônia, são as pessoas. Nós temos um dos mais importantes ativos do planeta, o ambiental. Se nós soubermos manejá-lo, vamos transformá-lo em ativo social e econômico”, pontuou.

As plenárias temáticas seguem ao longo deste domingo, 25, na sede do Sebrae em Macapá, com representantes de todo o Brasil e das principais potências econômicas mundiais.

Foto: Max Renê/GEA

Startup20 no Amapá

O Amapá é sede do maior evento de inovação e tecnologia do mundo, o Startup20, promovido pela Associação Brasileira de Startups (Abstartups) em parceria com o Governo do Estado e o Sebrae. O evento internacional, inédito no Brasil, reúne autoridades e representantes de vários países para debater alternativas inovadoras para o planeta.

Em 2023, durante a 52ª Expofeira do Amapá, o Governo do Estado, que desenvolve políticas públicas de incentivo à inovação, empreendedorismo e a bioeconomia, assinou uma Carta de Intenção que formalizou a realização, em solo amapaense, do encontro que abre oficialmente uma série de eventos do Startup20, que ocorrerão no país, durante o ano.

A iniciativa global, que teve sua primeira edição na Índia, faz parte das ações do Grupo de Engajamento Startup 20, criado pelo G20, organização das maiores economias do mundo, que conta também com outras nações da União Europeia e Africana.

 

Com informações de Fabiana Figueiredo