Cidades

Em reunião, Amapá e Guiana Francesa tratam da 5ª edição da Corrida França-Brasil

Competição será dia 14 de outubro, na Ponte Binacional, em Oiapoque.

O Governo do Estado é parceiro da 5ª edição da Corrida França-Brasil, que acontecerá no dia 14 de outubro. Nesta terça-feira, 25, foi realizada mais uma reunião entre os organizadores do Amapá e da Guiana Francesa, em São Jorge, para alinhar os últimos detalhes da competição.

A prova, única corrida de rua transfronteiriça da América do Sul, terá o percurso de 6 e 21 quilômetros. A largada e chegada será na Ponte Binacional, que interliga Brasil e França, a partir das 6h. Os trajetos foram planejados para que os participantes possam correr na cidade francesa de São Jorge e na cidade brasileira de Oiapoque.

“Esta é uma corrida muito importante para estreitar os laços entre Amapá e a Guiana Francesa e por que não dizer entre Brasil e França. Então, estamos nos reunindo rotineiramente para que todos falem a mesma língua para que essa seja uma das maiores provas dos últimos anos”, explica Charles Correa, um dos organizadores da atividade esportiva.


Na reunião, estiveram presentes representantes de órgãos de segurança do Brasil, Amapá e Guiana Francesa. Pelo lado amapaense, estiveram no encontro o secretário de Desporto e Lazer, Rudney Cunha, e o representante da Secretaria de Relações Internacionais, Felipe Ritcher.

“Será uma ótima competição, onde já temos inscrições confirmadas não só de amapaenses e guianenses, mas também de corredores de São Paulo e do Rio de Janeiro, o que mostra o quanto a Corrida está entrando no calendário nacional”, ressaltou o secretário, Rudney Cunha.

As inscrições para a Corrida França-Brasil podem ser feitas até o dia 8 de outubro. Todos os participantes receberão medalhas personalizadas. Já os primeiros colocados receberão troféus, medalhas e premiação em dinheiro que chega a R$ 4 mil para os campeões.

Mais parcerias

O Governo do Amapá retomou a cooperação com a Guiana Francesa com a reativação do comitê bilateral ligado à Comissão Mista Transfronteiriça Brasil/França (CMT) no início de julho, após 4 anos sem atividade.

O objetivo é tratar assuntos prioritários e estratégicos para os dois lados da fronteira, nas áreas de saúde, educação, cultura, meio ambiente, segurança pública, relações diplomáticas e comerciais, além de infraestrutura, como a conclusão da BR-156.

Com informações de Rafael Moreira