Segurança

Em Porto Grande/AP, PF cumpre mandado em repressão à pornografia infantil

A Polícia Federal no Amapá deflagrou, na manhã desta quarta-feira (8), a Operação Sustado, para reprimir os crimes de armazenamento e compartilhamento de conteúdo pornográfico envolvendo crianças e adolescentes. Os policiais cumpriram um mandado de busca e apreensão na residência de um homem (29), localizada no município de Porto Grande, no Amapá.

Foto: PF

A investigação:

A ação policial se deu após uma denúncia, onde foi possível verificar que o investigado compartilhava mídias de conteúdo relacionado à exploração sexual infantojuvenil através de grupos de WhatsApp, no qual era composto por pessoas de diversos países.

Inicialmente, as investigações se deram na Superintendência da Polícia Federal de São Paulo e foi encaminhada à PF do Amapá já que o homem residia no município de Porto Grande.

O trabalho resultou na identificação do investigado e apontou que este teria compartilhado e, consequentemente, armazenado esses arquivos em equipamentos eletrônicos. Com a busca, a PF verificará se há mais arquivos de imagens pornográficas infantis armazenadas, bem como se houve o compartilhamento com outras pessoas.

Foto: PF

A PF investiga ainda se a filha do investigado, menor de idade, também foi vítima de imagens de exploração sexual.

Durante o cumprimento, o homem foi preso em flagrante por posse ilegal de arma de fogo.

A PF apreendeu aparelhos celulares que serão encaminhados para a perícia para análise na tentativa de encontrar mais imagens e a participação de outros suspeitos pelo crime de compartilhamento de pornografia infantil.

O investigado poderá responder pelo delito de armazenamento e compartilhamento de material contendo pornografia envolvendo crianças e adolescentes. Em caso de condenação, a pena pode chegar a 12 anos de reclusão e multa.

Com informações da Polícia Federal