Cidades

CSA inicia setorização da rede de abastecimento do Macapaba para redução de intermitências e controle das perdas de água

A Concessionária de Saneamento do Amapá já iniciou o projeto de setorização que divide a grande rede em blocos e facilita o gerenciamento e o controle operacional do sistema no conjunto.

A Concessionária de Saneamento do Amapá (CSA) deu início neste mês de dezembro à setorização da rede de abastecimento que atende ao Habitacional Macapaba, na zona norte da capital. O projeto consiste em dividir a grande rede de abastecimento em setores menores, que facilitam o gerenciamento do fornecimento por blocos e o controle da pressão, reduzem as intermitências gerais em casos de paradas emergenciais e combatem as perdas de água. A previsão é que até o fim de janeiro toda a rede do conjunto já esteja operando de forma setorizada.

A CSA iniciou as operações no Amapá em julho de 2022 tendo o habitacional, que sofria com a falta de água desde 2014, como uma de suas prioridades. Uma adutora de quase 4 quilômetros foi construída para interligar o Macapaba ao sistema central de abastecimento de Macapá. Com isso, ao invés de janelas de distribuição ao longo do dia, o conjunto passou a receber água das 5h às 23h ininterruptamente.

A setorização vai percorrer todo o conjunto. (Divulgação)

Como funciona o projeto

O habitacional é dividido em 53 blocos no Macapaba 2 e em 76 blocos no Macapaba 1. Cada bloco deveria conter um registro de água que controlasse o abastecimento isolado daquele número específico de apartamentos. Quando a CSA iniciou o projeto de setorização, constatou-se que muitos destes registros não existiam ou haviam sido danificados pelo desgaste do tempo e por edificações construídas posteriormente.

Para executar o projeto, a concessionária traçou uma estratégia em duas etapas: durante o dia, as equipes limpam a área, trocam as tubulações e instalam novos registros. À noite, durante o horário de intermitência previsto no abastecimento do conjunto, a interligação é realizada sem impactar o fornecimento de água. A ação de setorização iniciou pelo Macapaba 2 e passará por todos os blocos.

Registros individuais são instalados nos blocos. (Foto: CSA)

A setorização divide a rede com o objetivo também de facilitar a manutenção e diminuir os impactos causados durante a execução dos serviços, como por exemplo, a interrupção do fornecimento, além de reduzir as perdas de água, porque é possível controlar melhor a pressão da água na tubulação.

“Quando regularizamos o abastecimento do habitacional, constatamos que a rede estava toda conectada, o que dificulta o gerenciamento do fornecimento e o controle de perdas de água. Em casos de uma parada emergencial para retirada de vazamento em um bloco, todo o Macapaba era impactado, isso vai acabar com a execução deste projeto, teremos mais controle sobre a rede”, conclui Rafael Lima, Líder de Operação da CSA.

 

 

Com informações de Marcelle Nunes