Cidades

CSA conclui reforma na ETA 2 da Estação de Tratamento de Água de Macapá

A ETAM é composta por três módulos de tratamento que atendem aos diferentes bairros de Macapá. A unidade reformada foi reabilitada, ganhou maior capacidade e já está em operação.   

A Concessionária de Saneamento do Amapá (CSA) concluiu os trabalhos de reforma e modernização do módulo que atende bairros nas zonas sul e norte dentro da Estação de Tratamento de Água de Macapá (ETAM). A unidade está reabilitada, ativa e com a nova estrutura, passa a produzir, em média, mais 400 litros de água por segundo, 100 litros a mais que antes da reforma.

A ETAM recebe a água bruta captada do Rio Amazonas em três estações de tratamento (ETAs) internas. Cada ETA possui sua capacidade e atende a diferentes bairros da capital. A ETA 2 é o primeiro módulo completamente reformado já colocado em operação. A reforma não alterou só a estrutura do módulo, mas o reabilitou para fazer o tratamento de água de maneira eficiente, com reposição de material que antes não existia.

“Toda a ETAM está em obras, são investimentos que vão trazer melhorias para o sistema de distribuição de água em Macapá. Na ETA 2, por exemplo, realizamos a troca das válvulas de ar, válvulas de efluente, reconstruimos toda estrutura dos filtros e repomos o leito filtrante que antes não existia na unidade”, explica Karim Carvalho, líder de Distribuição da CSA.

Em Macapá  

Ao assumir as operações de água e esgoto no Amapá, em julho de 2022, a CSA iniciou um plano de recuperação das estruturas recebidas, reabilitação e modernização dos sistemas, com mais de R$100 milhões de investimento. Além da ETAM, a Captação de Água do Rio Amazonas também passa por obras. As duas unidades são responsáveis pelo abastecimento de 70% dos clientes atendidos pela CSA na capital.

Texto: Marcelle Nunes