Cidades

Coordenação do Centro Integrado de Investigação e Inteligência é apresentada pelo PGJ

O procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Amapá (PGJ/MP-AP), Paulo Celso Ramos, reuniu na segunda-feira (20), na Procuradoria-Geral de Justiça, com os coordenadores dos órgãos de investigação da instituição para alinhar atuação do Centro Integrado de Investigação e Inteligência do MP-AP (CIII), que vai unificar as ações da área. No encontro, o PGJ apresentou a coordenadora do Centro, procuradora de justiça Ivana Cei, nomeada por meio da Portaria nº 344/2023-GAB/PGJ.


A reunião contou com a presença da promotora de justiça e chefe de gabinete, Christie Girão, e dos promotores de justiça: Flávio Cavalcante, coordenador Assessoria Especial de Investigação em Tecnologia da Informação (ASSEINTI); Andréa Guedes, coordenadora do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO/AP) e do Núcleo de Investigação do Ministério Público (NIMP); Rodrigo Viana Assis, assessor do GAECO/AP; e Tiago Diniz, coordenador do Laboratório de Tecnologia Contra Lavagem de Dinheiro (LAB-LD/MP-AP). Presentes também o chefe e subchefe do Gabinete Militar do MP-AP, coronel Alessandro Vaz e o tenente-coronel Vinícius Batista, respectivamente.

Ivana Cei agradeceu ao PGJ pela indicação ao cargo de coordenadora do CCIII e destacou a necessidade de comunicação entre os órgãos para uma atuação única da instituição nos processos internos para fortalecimento da atuação ministerial. “Hoje a gente precisa trabalhar de forma uniforme e a função da coordenação é ser este elo entre todos os agentes de investigação. Me coloco à disposição para que a gente possa criar um fluxo de trabalho e formatar essa atuação conjunta”, destacou Ivana Cei.


“A ideia é avaliar e condensar os procedimentos, dentro de uma única visão, e tentar fazer o melhor trabalho, guardando as autonomias funcionais de cada um. Este é um passo muito importante dentro da nossa atividade e, por conta da experiência como procuradora-geral, a procuradora Ivana Cei ficará à frente dessa coordenação”, ressaltou Paulo Celso.

Texto: Gilvana Santos