Cultura

Comissão organizadora do Encontro dos Tambores confirma realização do evento de 5 a 26 de novembro

A comissão organizadora da Semana da Consciência Negra e 28º Encontro dos Tambores está em fase de diálogo com apoiadores para realização da programação do evento, confirmado para o período de 5 a 26 de novembro. Na última semana, as lideranças reuniram com representantes da Prefeitura de Macapá (PMM) e alinharam a parceria através da Fundação de Cultura (FUMCULT), Macapá Tour e Instituto Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (IMPROIR).

Foto: Márcia do Carmo

O apoio em valores será anunciado pela PMM nos próximos dias. O evento tem garantido também o apoio do vereador de Macapá, Dudu Tavares e da ex-deputada estadual, Cristina Almeida.

“Estamos dialogando com os parceiros do Encontro dos Tambores, que é uma realização da sociedade civil, e fomos recebidos primeiramente pela gestão municipal. Vamos aguardar o Governo do Estado (GEA), que é incentivador deste evento de valorização da cultura afro, desde o início, 28 anos atrás, para estabelecermos o apoio para mais um ano de festejo e homenagem à altura de sua importância para a cultura amapaense”, disse Núbia Cristina, da comissão organizadora.

Foto: Márcia do Carmo

A Semana da Consciência Negra reflete as lutas, conquistas e resistência dos povos afrodescendentes para garantia do direito à vida e respeito com as manifestações religiosas e culturais. Capacitações, oficinas, palestras, concurso de beleza, atendimento de saúde, incentivo ao afroempreendedorismo e o Encontro dos Tambores estão na programação, que envolve todas as vertentes dos costumes afros, como apresentações de marabaixo, batuque, zimba, sairé, hip-hop, reggae, samba, capoeira, religiões de matriz africana e a Missa dos Quilombos.

A programação acontece em escolas e faculdades, e no Centro de Cultura Negra Raimunda Ramos (CCNA), no bairro Laguinho, e é coordenado pela União dos Negros do Amapá (UNA), através da comissão organizadora. Para receber o público, a PMM está finalizando a reforma do CCNA, cuja obra foi entregue parcialmente em 2022. Nessa última fase, o calçamento externo está pronto, faltando apenas terminar a reforma do auditório e do espaço para manifestações de povos de terreiro.

Com informações de Mariléia Maciel – Assessoria de Comunicação