Segurança

Comerciante suspeito de fomentar comércio ilegal de arma de fogo em Mazagão é investigado pela Polícia

A Força Tarefa de Segurança Pública do Amapá deflagrou na manhã desta quinta-feira (10/08) a Operação Arsenal, com o cumprimento de dois mandados de busca e apreensão no município de Mazagão, no Amapá.

A investigação apura a suposta comercialização de armas de fogo e munições por um indivíduo comerciante no município de Mazagão/AP, que poderia abastecer as facções atuantes no Estado do Amapá.

Conforme se apurou, os compradores ao mostrarem interesse, são levados para uma sala, onde ficariam expostas em uma mesa inúmeros modelos de armas, muitas delas com a numeração raspada.

Além das armas eram oferecidas munições de vários calibres. A investigação apurou que o indivíduo deixava parte das munições à mostra na vitrine do seu estabelecimento comercial. A Força Tarefa averiguou que o investigado possui registro de quatro armas de fogo do modelo pistolas.

Durante o cumprimento do mandado de busca, o investigado foi preso em flagrante, por posse ilegal de arma de fogo.

O investigado poderá responder pelo crime de comércio ilegal e posse ilegal de arma de fogo e munições. Em caso de condenação, poderá pegar uma pena de até 15 anos de reclusão, mais o pagamento de multa.

Fazem parte da Força Tarefa de Segurança Pública (FTSP) a Polícia Federal, PRF, PM, PC, IAPEN e SEJUSP. A ação de hoje contou com o apoio do GAECO.

Com informações da Comunicação Social da FTSP – Amapá