Educação

CEA Equatorial realiza aula inaugural da Escola de Eletricistas 2023

A nova turma terá 50 alunos e duração de três meses, com aulas teóricas e práticas em centros de treinamentos especializados.

Ocorreu nesta segunda-feira, 10, a primeira aula do programa Escola de Eletricistas do ano de 2023. O evento, realizado no auditório do Serviço Nacional da Indústria (Senai), no município de Santana, reuniu os 50 alunos que passarão pelo curso de capacitação, além de representadores e colaboradores da CEA Equatorial, empresas parceiras e do Senai.

O curso é oferecido de forma gratuita e os alunos estarão habilitados de acordo com as normas regulamentadoras necessárias para o trabalho com energia elétrica. Todos receberão uma ajuda de custo durante o período da capacitação, que terá carga horária de 40h semanais, totalizando 480h do curso profissionalizante e 112h de curso comportamental.

Os alunos receberão uma ajuda de custo mensal durante o período de duração das aulas para auxiliá-los no valor da formação. O curso é oferecido também pelo Grupo Equatorial em outros estados como Alagoas, Maranhão, Pará e Piauí. A gerente de gente e gestão da CEA Equatorial, Rayssa Emmanuelle, entende a necessidade de abrir portar para carreiras no setor elétrico, gerando também mais oportunidade aos amapaenses.

Rayssa Emmanuelle, representando a presidência da CEA Equatorial, destacou a felicidade em poder participar do momento. (Foto: Divulgação/ CEA Equatorial)

“Hoje uma nova turma está sendo formada para que futuramente novos e bons profissionais possam estar capacitados para o mercado de trabalho, por isso, esse é um momento de muita alegria para nós do Grupo, Equatorial, principalmente porque nós entendemos que o desenvolvimento transforma vidas e pessoas”, afirmou.

Alyne Vieira, diretora de operações do Senai lembra que a parceria entre as duas empresas é primordial e garante que mais pessoas tenham oportunidades voltadas ao mundo profissional.

Alyne Vieira, diretora de operações do Senai, enfatizou a importância da parceria entre as empresas. (Foto: Divulgação/ CEA Equatorial)

“Quando iniciamos um projeto para a formação de profissionais e temos um parceiro como a CEA Equatorial possibilita que esses alunos já tenham uma perspectiva de ingressar no mercado de trabalho. É a junção perfeita: a capacitação que o Senai pode oferecer e o empenho de uma empresa como o Grupo Equatorial Energia”, disse.

Interessada no setor elétrico e sendo uma das oito mulheres participantes do curso de eletricistas, a aluna Tatiani Paiva, diz procurar a sua autonomia.

“Eu tive interesse em participar do curso para garantir a minha autonomia e não precisar de alguém para resolver problemas e manutenções elétricas mesmo dentro de casa, tudo isso de uma forma segura. De forma profissional, é a oportunidade de trabalhar na área, me abrindo assim um leque maior e chances de emprego”, afirmou.

Tatiani Paiva é uma das 8 mulheres inscritas e matriculadas no curso de eletricistas. (Foto: Divulgação/ CEA Equatorial)

Sobre a Escola de Eletricistas

A Escola de Eletricistas é uma iniciativa do E+ Profissional, chancelada pelo Programa de Eficiência Energética da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e tem como objetivo capacitar, de maneira gratuita, jovens e adultos para atuação no setor de distribuição de energia elétrica.

Em 2023, os alunos contarão também com a execução de aulas práticas que serão realizadas em Centros de Treinamento (CT’S) que possuem redes elétricas didáticas que foram especialmente construídas para o curso profissionalizante.

Somente no ano de 2022, 400 alunos se formaram nos estados de Alagoas, Amapá, Maranhão, Pará e Piauí. No Amapá, foram formados 227 profissionais.

 

Com informações da Ascom Cea Equatorial