Economia

CEA Equatorial dá dicas de como garantir consumo eficiente de energia elétrica

Durante meses mais quentes, clientes costumam elevar o consumo de energia, o que pode encarecer as faturas e dicas simples podem facilitar na hora de economizar.

No mês de outubro aumentam as chances de registros de temperaturas mais altas no Amapá. As maiores médias podem alcançar ainda este mês a máxima de 35° C e essas temperaturas mais altas podem fazer com que as pessoas usem mais eletrodomésticos para aliviar o calor. Por isso, é ideal adotar prática sustentáveis de consumo da energia elétrica e buscar usar aparelhos mais eficientes e com menor desperdício.

“A conscientização sempre vai ser a melhor forma de economizar energia e os amapaenses devem ter isso em mente logo que o calor é algo recorrente no estado. Alguns aparelhos como ar condicionado, ventilador e geladeira, que permanece sempre ligados, acabam sendo usados de forma mais intensa, o que aumenta o consumo e prejudica o meio ambiente”, explica Christian Monte, analista de eficiência energética da CEA Equatorial.

Segundo o doutor Jefferson Vilhena, meteorologista do Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá, Iepa, em algumas áreas menos arborizadas, a sensação térmica pode ser maior do que a registrada em áreas com menos asfalto e áreas concretadas. Ainda segundo ele, os dois últimos meses do ano, novembro e dezembro, essas temperaturas devem baixar, principalmente com a chegada das chuvas.

Algumas atitudes como manter as janelas de todos os cômodos abertas para aproveitar a ventilação e a luz natural, são práticas simples, mas que podem fazer diferença na conta de luz. Diante disso, a CEA Equatorial também recomenda que os consumidores evitem desperdício de energia e orienta hábitos simples que podem incentivar um consumo consciente e trazer economia na conta de energia.

Foto: Divulgação/CEA Equatorial

Saiba como usar energia com consciência nesse período mais quente:

Geladeira: evite abrir e fechar a todo instante e não coloque alimentos quentes em seu interior. É importante observar periodicamente a borracha de vedação que, quando ressecada, causa grande desperdício de energia.

Ar condicionado: para aparelhos comuns é recomendado colocar na temperatura de 23º e programar para desligar, pelo menos 30 minutos, antes do horário de levantar. Quem precisa usar por longos períodos, é importante que os aparelhos contenham a tecnologia inverter, que oferece maior eficiência, com o ajuste do compressor conforme a necessidade.

Ventilador: tenha cuidado com o uso excessivo do aparelho e ao sair do ambiente, desligue para evitar o desperdício.

Outras orientações que também auxiliam na economia de energia

Televisão: Tirar os aparelhos da tomada também pode garantir uma grande economia. Mesmo em stand-by os aparelhos ainda consomem energia.

Lâmpadas: evite deixar as lâmpadas acesas durante o dia e dê preferência as de LED que são mais econômicas e não esquentam, além de durar cerca de 15 vezes mais que as fluorescentes.

Máquina de lavar e ferro: acumular uma grande quantidade de roupas para lavar ou passar é o ideal

Selo PROCEL/INMETRO: Uma das principais recomendações em se tratando de economia de energia é utilizar aparelhos eletrodomésticos que apresentam no selo PROCEL/INMETRO de economia de energia a indicação “A”, ou seja, com maior economia.

Tarifa social: Outra forma de economizar ainda mais, é cadastrar-se na Tarifa Social de Energia Elétrica. A CEA Equatorial reforça que ainda existem milhares de famílias que possuem direito ao benefício e podem se cadastrar para receber descontos de até 65% na conta de energia. As informações sobre as condições e o cadastro estão disponíveis pelo WhatsApp (Assistente Virtual Clara) – (96) 3082-2949; Site: www.equatorialenergia.com.br;  Central 0800 096 0196; Postos de Atendimento presencial da CEA Equatorial.

Seguindo as dicas e orientações é possível aproveitar todo o conforto que a energia elétrica oferece, evitando o desperdício e adotando novos hábitos.

 

 

Com informações da Assessoria de Imprensa da CEA Grupo Equatorial Energia