Cultura

Boêmios do Laguinho realiza oficina para formação de mestre-sala e porta-bandeira, com o casal da Grande Rio

Como parte da programação de 70 anos de Boêmios do Laguinho, a diretoria da agremiação juntamente com o projeto social “Escolinha João Falconery de Sena” e os casais de mestres-salas e porta-bandeiras da entidade, realizam nos dias 23, 24 e 25 de agosto, uma oficina de capacitação e formação de novos casais para a tradicional agremiação.

O evento contará com a participação inédita do casal de mestre-sala e porta-bandeira número um da Escola de Samba Acadêmicos da Grande Rio, Daniel Werneck e Taciana Couto, que já estão há seis anos defendendo o pavilhão da Escola carioca, na arte deste tradicional bailado do carnaval brasileiro.

A Universidade de Samba Boêmios do Laguinho, tem em sua estrutura o projeto social “Escolinha João Falconery de Sena” que visa formar casais de mestres-salas e porta-bandeiras para o carnaval amapaense. Este projeto surgiu em 2009, formando ainda na infância sambistas na arte do bailado, garantindo a preservação e o amor pela agremiação.

foto: Divulgação

João Falconery de Sena, foi o primeiro mestre-sala da história do carnaval amapaense e ainda hoje é considerado um dos maiores passistas de toda a história, além de ter seu nome na lista de fundadores de Boêmios do Laguinho, agremiação mais antiga do carnaval do Amapá.

Hoje dentro do carnaval Tucuju é possível enxergar grandes mestres salas e porta-bandeiras distribuídos em quase todas as agremiações, provenientes do projeto social de Boêmios do Laguinho, e entre grandes exemplos, temos o casal da Nação Negra, Pablo Sena e Fefê Picanço, hoje, defendendo o pavilhão número um da vermelho e branco do carnaval.

As oficinas acontecerão a partir das 19h, na sede de Boêmios do Laguinho, com inscrições gratuitas para adolescentes e crianças da comunidade a partir de 6 anos de idade.

Durante as oficinas também serão selecionadas crianças e adolescentes que irão compor a ala de mestres-salas e porta-bandeiras para desfilar no dia 9 de fevereiro, na avenida do samba, em celebração aos 70 anos da maior agremiação carnavalesca da Amazônia.

 

 

Com informações da Comunicação AUSBL