Saúde

Ao lado de Lula, Malafaia comemora sanção do Mais Médicos

“Histórico”, é como classificou o deputado federal Dorinaldo Malafaia (PDT) sobre o momento da sanção do novo Programa Mais Médicos.

A solenidade de assinatura ocorreu no Palácio do Planalto na sexta-feira (14) e, ao lado do presidente Lula, Malafaia refletiu sobre o momento.

“Histótico. É o maior programa de acesso ao atendimento médico do mundo. Noventa e seis milhões de pessoas serão atendidas, nos próximos meses e anos, por um médico do Mais Médicos. E meu Amapá receberá, à priori, 65 médicos pelo programa. Estamos muito felizes”, declarou o deputado.

Apesar de estreante na câmara, Dorinaldo recebeu do governo federal a tarefa de presidir a comissão mista que encaminhou os debates e deu forma ao texto que foi aprovado na Câmara, no Senado e que hoje foi sancionado por Lula. Malafaia participou do dispositivo, ao lado dos ministros da Articulação Institucional, Alexandre Padilha e da Saúde, Nísia Trindade.

Em seu discurso, o presidente Lula lembrou que até aos 10 anos de idade nunca tinha ido a um médico e destacou a envergadura e alcance do programa.

“O Mais Médicos significa, no fundo, levar aos mais longínquos lugares desse país, atendimento decente ao cidadão por profissionais da saúde. Nós sabemos que não é fácil. Não basta ter médico, é preciso que ele esteja onde as pessoas estão. Essa é a grandeza do médico de família e dos agentes de saúde. Essa nova versão do Mais Médicos veio para ficar e transformar o padrão de saúde do nosso país”, declarou o presidente.