Cultura

Amapá terá dois CEUs da Cultura

Políticas de incentivo à criação artístico-cultural é mais uma das propostas do Plano de Governo que vem sendo implementada em menos de 2 anos da atual gestão.

O Governo do Estado articulou e garantiu a construção de dois CEUs da Cultura para o Amapá. As obras foram escolhidas pelo Novo PAC Seleções, que destinou R$ 430,9 milhões em recursos federais para o setor em todo o país. A novidade faz parte das políticas de incentivo à criação artístico-cultural incluídas no Plano de Governo, e que vem sendo implementada em menos de dois anos pela gestão do governador Clécio Luís.

Fotos: Arquivo/GEA

Os municípios de Macapá e Santana foram os contemplados. Enquanto aguarda a transferência dos recursos federais, o Governo do Estado realiza estudos para identificação e disponibilização de terrenos adequados para a construção dessas unidades, cujo funcionamento e manutenção serão de competência da gestão do local.

O CEU da Cultura é um centro de uso comunitário, composto por espaços associados à expressão corporal e atividade física, arte e educação, trabalho e renda, meio ambiente, entre outras atividades relacionadas à cultura, com foco nas populações em vulnerabilidade social e de baixa renda.

A secretária de Estado da Cultura, Clícia Vieira Di Miceli, destaca a importância da articulação de políticas públicas do Estado com a União para benefícios culturais, criando novos espaços culturais que estimulam a participação social e preservam a identidade das comunidades apoiadas.

“Através do comprometimento com a promoção de atividades culturais para o povo amapaense, nossa gestão busca, em alinhamento às políticas federais, a valorização e potencialização da vivência em espaços públicos, promovendo uma inclusão social efetiva e ampliando o acesso a novas formas de expressões artísticas. Portanto, a conquista de duas novas unidades CEUs da Cultura cria novas possibilidades de inserção, integração social e de desenvolvimento por meio da transversalidade da cultura e da economia criativa”, reforçou a secretária.

O Ministério da Cultura fornecerá um projeto de referência, que prevê um conjunto de módulos fixos, como biblioteca, salas multiuso e banheiros, e módulos eletivos de múltiplos usos, abrangendo cozinha comunitária, cineteatro, quadra policultural coberta, estúdio de gravação ou rádio comunitária, parque infantil, equipamento de ginástica e ateliê. Além disso, será fornecido apoio às atividades de mobilização para definição dos módulos eletivos junto à comunidade a ser beneficiada.

Novo PAC Seleções

O Novo PAC Seleções investe em novas obras para a população de todas as cidades brasileiras em áreas essenciais à saúde, educação, mobilidade, qualidade de vida e acesso a direitos, com participação direta de municípios e estados nos investimentos no Novo PAC.

 

Com informações de Eduardo Belfort