Municípios

Abertura da Olimpíada Wajãpi é marcada por rituais de dança e pinturas corporais

A tradição dos ancestrais, os saberes e a manifestação cultural dos povos indígenas de Pedra Branca do Amapari, no centro-oeste do Amapá, deram destaque à identidade da etnia Wajãpi na cerimônia de abertura da 1ª edição da Olimpíada Wajãpi, realizada na Aldeia Aramirã, nesta sexta-feira, 24/11. O evento festivo contou com a presença de aproximadamente duas mil pessoas e teve a prefeita Beth Pelaes e o vice-prefeito Marcelo Pantoja conduzindo o ritual de acendimento da tocha olímpica juntamente com as lideranças indígenas.

O discurso de abertura da solenidade foi feito pelo Coordenador Municipal dos Povos Indígenas, Motã Waiãpi. Em sua fala, o líder indígena fez a abertura oficial do evento. “Nós, os índios, estamos alegres por estar aqui neste lugar. Gostaria de ressaltar o nosso estilo de união e coletividade para fazer a abertura oficial desse evento. Por isso, declaramos de coração, a abertura da Olimpíada dos Povos Indígenas”.

A abertura tradicional indígena foi realizada durante a solenidade ocorrida no Estádio Pajé Maraca. Além de rituais sagrados e artísticos, o acendimento da tocha da 1ª Edição dos OW2023 que ficará acesa até o dia 26 de novembro, quando ocorrerá a cerimônia de encerramento do evento.

A prefeita Beth Pelaes destacou a importância do evento para o município e ressaltou a necessidade da promoção da cultura indígena. “Os motivos que nos unirão durante esses dias dos Jogos Indígenas nos enchem de orgulho. Não somente pelo fato de Pedra Branca ser o primeiro município a realizar esse evento de tão grande valor para as raízes do povo brasileiro, mas especialmente pela oportunidade de estreitar laços, de conviver, de aprender um pouco do esporte, dos costumes e das culturas das etnias participantes”, concluiu

Aldeias e Modalidades

Segundo o Departamento de Desporto e Lazer (DDL), 8 aldeias estão inscritas para participar das competições de arco e flecha, arremesso de lança, cabo de força, corrida com tora, corrida de resistência (3,5 km), subida no açaizeiro, futebol, vôlei, além de esportes e jogos tradicionais específicos de cada tribo (demonstrativos).