Cultura

18º Festival Imagem-Movimento realiza edição especial da “Mostra Fôlego!”

 A mostra de Cinema acontece nesta sexta-feira (30), a partir das 17h na sala 1 do Cinema Movieland, no Vila Nova Shopping. Será um dia de exibição gratuita, exclusivamente dedicado à produção audiovisual do Amapá.

O Festival Imagem-Movimento (FIM), festival de audiovisual mais antigo da Região norte do Brasil em atividade, chega a sua 18ª edição em 2022 retomando o encontro presencial com o público amapaense exibindo uma edição especial  da “Mostra Fôlego”.

A “Mostra Fôlego” é realizada desde 2015 e se firma  como uma importante janela de exibição para os realizadores locais.

Este ano a Mostra  apresenta uma seleção de 13 curtas-metragens, documentários e clipes que compõe o acervo do FIM, com produções amapaenses exibidas em edições anteriores do Festival, bem como produções convidadas. Reunidas, representam um panorama da diversidade de temáticas, gêneros e formatos que vêm sendo produzidos no estado.

Além da exibição de filmes, haverá atrações culturais na abertura e encerramento da Mostra Fôlego. A diversidade da musicalidade amapaense estará representada pela cantora Tani, o violonista Anthony Barbosa, o cantor João Amorim e pela Associação Cultural Devotos de São Jose – Marabaixo da Juventude.

As artes visuais também terão seu espaço por meio da exposição “Para abrir caminhos na ponta do céu”, resultante de uma ação propositiva do FIM, um convite colaborativo para que artistas amapaenses ou fortemente ligados ao Amapá apresentem seus trabalhos.  No total, integram a exposição virtual, que será projetada pelo FIM, 17 artistas – um grupo composto por pessoas que tem longa experiência na produção artística e alguns que iniciaram a trajetória na arte mais recentemente.

O recorte expositivo conta com trabalhos visuais diversificados como ilustrações, gifs e pinturas realizadas em técnicas digitais e tradicionais. A proposta é provocar uma abertura de caminhos através da diversidade do nosso imaginário, nossa sensibilidade neste momento de confluência artística e celebração que se tornou o Festival Imagem-Movimento.

Texto: Coordenação FIM